A Travellerspoint blog

Entries about italy

Como Lakes

rain 10 °C

Os Lagos de Como são uma região muito bonita e interessante da Itália.
Na verdade, nem parece que você está na Italia.....
Saímos de carro da Toscana com um pit stop em Pisa no caminho.
Em Pisa a unica coisa que vimos foi a Torre. Tiramos fotos e saímos de lá correndo.
A razão disso é que estávamos com o carro lotado de malas e mesmo em um estacionamento pago, éramos seguidos por vendedores ambulantes de artigos de procedência duvidosa. Com medo de ter o carro e a bagagem roubada corremos até a torre para uma foto e fomos para Lucca (que é uma outra história).

Em Como a estratégia foi se hospedar em Cernobbio. O motivo foi: cidade menor e mais charmosa, queríamos alugar um apartamento, Como tem ZTL e era mais caro.
Esta foi a melhor decisão que tomamos. Alugamos um Ap equipado super bem localizado: http://www.cernobbioresidence.com/appartamenti.php
O preço foi justo e o dono estava lá nos esperando conforme combinado.

Cernobbio
Esta é uma cidade para fazer a pé em uma tarde. Foi este o tempo que gastamos neste lugar encantador.
Fizemos apenas um city tour a pé. O local mais interessante é o pier. De lá saem os barcos para todos as cidades do lago porém com horários e frequências reduzidas. http://www.navigazionelaghi.it/eng/c_orari.asp
Eu honestamente não entendi a tabela de tarifas e não achei nada barato os valores das viagens de barco.

Como
Como é um pouco sem graça comparada com as outras opções. Como eu só tinha 2 dias foquei em Como, Cernobbio e Bellagio.
Fizemos um city tour (com um mapa que conseguimos no apartamento) a pé. Outra fantástica opção uma vez que estacionar é impossível, a famosa ZTL everywhere e dirigir por ali pode ser um desafio.
Fizemos o básico: museu, catedral, centro velho, lojinhas, praças e lago.

Bellagio
Esta cidade é simplesmente lindíssima e riquíssima. Apenas os milionários da região moram por ali.
Decidimos ir de carro para aproveitar a paisagem do lago na estrada.
A paisagem é linda mas a estrada é muiiitoooo perigosa. Estreita e cheia de carros, ônibus e caminhões que trafegam em alta velocidade, tirando uma fina do precipício ou da montanha.

Optamos por dirigir pelas estradas costeiras de Cernobio até Bellagio e fizemos de Cernobio para Como de barco. Os barcos tem horários específicos e são abertos - estava muuuito frio.
as estradas são perigosas mas você ganha a vista de cima do morro para o Lago. o que realmente é muito bonito.

DSCN6076.jpg

DSCN5987_-_Copy.jpg

Posted by acconte 09:32 Archived in Italy Tagged italy como Comments (0)

Dirigir na Italia

As aventuras pelas rodovias da Italia de Veneza para Toscana e lagos de Como

sunny

Olá!
Dirigir na Italia pode ser um desafio e tanto.
Fatos a serem considerados:
1 - pedágios absurdamente caros
2 - estradas muito mal conservadas
3 - os Italianos dirigem mal
4 - as informações são confusas e nas estradas quase ninguém fala Inglês

Nós gastamos em média de $25 a $30 euros por trecho no total de $150 euros de pedágios (Veneza para San Geminiano, de San geminiano para Lucca, Lucca para Como e Austria para Veneza).

O sistema de pedágio por lá é diferente. Na saída da cidade você retira um cartão que você precisa manter com você até o final da viagem.
90_foto_1.jpg90_foto_2.jpg

Você vai pagar pelo trecho percorrido. Quando você chegar a uma saída qualquer ou no destino que você procura, haverá uma grande praça de pedágio com diversas cabines.
Nesta cabine você fará o pagamento do pedágio. Procure pelas cabines com placas mostrando dinheirinho na parte de cima. As cabines que tem cartões desenhados ou escrito Telepass são para as pessoas que tem autorização ou um sensor de pedágio eletronico como "sem parar" de SP.
O pedágio existe para você entrar e sair das grandes cidades. Na Toscana por exemplo não tem pedágio mas tem um excesso de fiscalização.. Tanto por radares de velocidade (a velocidade das rodovias é baixa) quanto pelas ZLT.

A gasolina ou diesel na Italia é uma das mais caras da Europa, mais cara inclusive que na Suiça. O modelo é o mesmo que no restante da Europa - self service. As bombas são destravadas, você abastece e paga dentro da loja de conveniência. A grande diferença do resto da Europa é que as lojas são bem bagunçadas e mal conservadas, os atendentes não falam inglês e não entendem português. Na maioria das vezes entendíamos melhor em italiano.

Atenção com as Zonas de Tráfego Limitado ZTL. Em toda a toscana as cidades turísticas não são permitidas para carros de fora, alugados ou de não moradores. Ou voce pede uma autorização para a prefeitura local pra trafegar ou faz que nem eu, que pesquisei estacionamentos nas entradas da cidade. Circulou, entrou, multou. Existem câmeras nas entradas das cidades históricas e muitas delas não tem sinalização. Em alguns casos os hoteis fornecem essa autorização mas não sei se funciona direito. Fique atento.
boa sorte.

Posted by acconte 04:37 Archived in Italy Tagged italy europe drive Comments (0)

Florença - um dia de cultura

rain 10 °C

Depois de alguns dias na Itália você conclui que tudo se resume a 3 coisas: Igreja, museu e ruína.
Isso é o que a Itália tem de turístico. até agora tínhamos visto Igrejas e Ruínas... faltavam os museus... e para isso fomos ao melhor lugar do mundo: Florença!

Eu tinha 4 objetivos em Florença- Ver o Davi original na Accademia, Ver a Igreja Santa Cruz (Basilica de Santa Croce) - que tem o túmulo dos famosos incluindo o próprio Michelangelo, a Catedral Santa Maria del Fiore e a ponte Vecchio.
Fora isso você precisará de pelo menos 3 dias para ver todos os 150 museus, palácios e igrejas da cidade.

dica 1 - chegue cedo
dica 2 - chegue cedo e reserve os ingressos para ver o Davi antes de ir. A fila para quem não tem reserva leva horas e horas pois o numero de pessoas dentro da galeria é limitado. (http://www.uffizi.firenze.it/musei/?m=accademia). Nós compramos pela net e não tivemos problemas.

IMG_4638.jpg
Dica 3 - chegue cedo e não esqueça de imprimir o comprovante de compra do ingresso, caso contrário você não consegue entrar.

De lá a Catedral Santa Maria de FIore fica muito perto. Caminhe e visite a igreja. Vale a pena mas.. como tudo na Italia o melhor tem que ser pagando.
Após uma visita rápida na Catedral fomos a Igreja de Santa Cruz. Carinho para entrar mas vale a pena ver o túmulo dos famosos. A igreja é um grande cemitério. Inclusive tem uma cripta ao lado que tem lápides no chão e em todas as paredes. Fantástico.

De lá, rumo a ponte Vecchio. Muito parecida com a Ponte Rialto (mto mais linda) de Veneza. Tem as mesmas características: comércio, escadas, turistas.

Florença é muito grande para andar ela toda a pé. Este foi sem dúvida o dia mais cansativo da viagem. Como estava chovendo horrores não tivemos tempo de ver o por do sol na Piazzale Michelangelo. Dizem que é dos mais lindos da Itália.. fica pra próxima.
Outra coisa que não conseguimos ver foram os outros museus e igrejas e o Palácio Vecchio (que tem um museu tbm).
No caminho para o carro passamos pela praça onde fica o Palácio Vecchio mas não entramos. Em frente tem uma galeria aberta com estátuas incríveis, inclusive a réplica de Davi está na porta do palácio (o original que ficava lá antes).

Um cuidado que você deverá ter é não entrar na cidade de carro. Florença é uma das poucas que tem câmeras nos limites da ZTL. Usamos o site Parkopedia para encontrar estacionamento fora da ZTL.

DSCN5843.jpg
Basilica Santa Maria de Fiore

DSCN5887.jpg
Basilica de Santa Croce

DSCN5910.jpg
Ponte Vecchio

Posted by acconte 16:41 Archived in Italy Tagged italy florença Comments (0)

Toscana 2 - Siena e circuito de Montalcino até Montepuciano

Dia 2 - deep dive nas paisagens dos filmes....

semi-overcast 17 °C

Segundo dia na Toscana, nada mais justo que começar a visitar algumas cidades da região.

Neste dia começamos por Siena de manhã e a tarde ficamos dirigindo pelas belíssimas estradas da Toscana passando por: Montalcino, Pienza, Monticchiello e Montepulciano.

Dica 1 - Siena é uma cidade para pelo menos 1 dia inteiro. Nós fizemos em uma manhã e por isso ficou corrido.
Dica 2 - Você pode entrar em Siena pela entrada "Tufi" - é mais vazia e tem estacionamento perto e pago (pq tudo na Itália é pago). 1 euro/hora.

Siena:

Catedralle - recomendo reservar o ticket antes. As filas são demoradas e longas. Esta catedral, conhecida como Duomo é um complexo xom Museu, Cripta e a igreja em si. Vale muito a pena porque é lindíssimo o interior e no final você ainda sobe ao terraço que tem vista panorâmica da cidade (full pass 12 euros cada).
o caminho para chegar lá de San Gimignano foi SR68 até Colle di Val d'Elisa, RA03 até Monteriggione e de lá a SR 2 até Siena - SEM PEDÁGIOS.

DSCN5610.jpg
DSCN5677.jpg

De lá rumo a Montalcino.....
Dica 3 - não use GPS - compramos um mapa e íamos seguindo de cidade em cidade até o destino final para ter as belas visões da Toscana,

DSCN5690.jpg

Esta é uma cidade murada - como todas as 2000 da Toscana - marrom, de tijolinhos. A única atração legal é a muralha de entrada da cidade que abriga uma enoteca (compramos e tomamos uns drinks... heheheeh) e fomos para o que interessava que é a Abadia de Sant'Antimo (8 km sul).
Este é um monastério onde ainda vivem monges que possui uma das mais belas vistas da Toscana que eu vi.
A igreja é bem simples porém encantadora, e fica em uma paisagem digna de ser vista.

DSCN5729.jpg
DSCN5783.jpg

Pienza e Monticchielo - estas cidades foram apenas passagem pois a estrada desta região é belíssima. Nosso ponto final era Montepulciano porem ir pela rodovia não tem a mesma graça.

DSCN5790.jpg

Montepulciano

Esta é sem duvida a mais bonita de todas. Ela é murada mas é diferente. Como chegamos no anoitecer não tivemos muito tempo para visitar a cidade (infelizmente). Por isso a dica de deixar Siena para 1 dia inteiro porque o circuito Montalcino - Montepuciano é muito lindo e você com certeza vai gastar 1 dia inteiro para fazê-lo.

DSCN5815.jpg
DSCN5821.jpg
DSCN5798.jpg

Posted by acconte 15:14 Archived in Italy Tagged italy toscana Comments (1)

Comer, dirigir e amar quando dá tempo..... San Gimignano

4 dias pela Toscana começando por San Gimignano....

semi-overcast 15 °C

4 dias na Toscana foram poucos para tudo o que deveria e precisava ser visto.
Começamos a jornada de comer, comer, comer e dirigir em San Gimignano, uma das cidades estrela da toscana.
De Veneza para lá morremos com €25 de pedágio facada e 4h de estrada.
San Gimignano é uma cidade murada, de tijolo a vista mto fofa. Como somos pessoas de sorte, pegamos o feriado com emenda da Italia e por isso a cidade estava lotada.
A Itália é um luxo e por isso as pessoas só trabalham das 9 as 11 e das 15 as 19. Então foi dureza achar um restaurante aberto as 4 da tarde.
Achamos a Trattoria Chiribiri que deu pro gasto, não era mto cara e tinha um dono que falava italiano igual a da novela. Comida ok.
Depois de abastecidos fomos andar pela cidade. Parecia um Embu das Artes medieval.
As ruas bombando cheio de lojinhas vendendo tudo e mais um pouco de artesanato, vinho, etc. Bizarro.

Turismo na Italia se resume em 3 coisas: igreja, museu e ruína que é tudo o que vimos por aqui.
Seguimos pelas 2 ruas que cortam a cidade: Via San Giovanni e Via San Matteo.
Visitamos o Domo, desistimos da torre com os mais de 200 degraus sem elevador, Piazza della Cisterna -aqui vale lembrar que comemos na sorveteria que se intitula a melhor sorveteria do mundo chamada Gelateria del Piazza.
O sorvete é muuuiitooo bom :)
De lá fomos até um lugar chamado Rocca - é tipo um jardim que tem vista para a toscana - lindo.

Outro restaurante que eu recomendo é o Ristorante Boboli - via san Giovanni. Boa comida, bom sorvete, preço excelente e ambienre show!

Ainda passamos por alguns pontos para tirar fotos e assim terminamos o dia 1 na toscana.

Vistas da cidade

90_D5CC29FB2219AC6817436A1AFE7E94C1.jpgD5B149562219AC6817258C9EC60ECBA2.jpg90_D5B8FB922219AC681738F1003909535E.jpg

Posted by acconte 15:15 Archived in Italy Tagged italy toscana Comments (2)

(Entries 1 - 5 of 6) Page [1] 2 » Next